Nem sempre o modelo que a gente gosta é o ideal para nosso corpo ou para o estilo de casamento que optamos. E selecionar o vestido de noiva perfeito é uma tarefa difícil. Para ajudar a solucionar essas e outras dúvidas, entrevistamos a estilista Carol Hungria, de São Paulo. “Além de pesquisar bastante, ela não deve esquecer-se de se divertir, o casamento é um momento prazeroso, mágico e essa é uma etapa que não merece estresse”, comenta. Veja os modelos de Carol Hungria.

 

Leia mais:

Trend alert: os vestidos de noiva mais bonitos de 2017

Conheça a nova coleção de vestidos da Dior

 

Dica 1: a estrutura

Vestido de noiva deve ter a estrutura correta, mesmo sendo algo simples e fluido. Ela dá segurança, deixa o shape mais sequinho e o visual das curvas mais harmônico. E para isso, é preciso criar alguns artifícios. Para modelos não tão decotados, utiliza-se um corselet, para acompanhar a curvatura até o quadril, deixando busto, cintura e barriga no lugar. Quando o vestido de noiva não permite esse tipo de estrutura, há outros truques, como barbatanas presas no próprio forro para dar sustentação.

Dica 2: a cor

O branco é sempre clássico e deixa qualquer noiva iluminada. Mas você pode fugir do óbvio com um off White ou até um nude. “A única restrição é que quando a noiva é muito clarinha, um vestido off white pode deixá-la muito pálida. Também é preciso avaliar bem o tom de pele caso se escolha o nude. No geral, um ponto importante que todas têm que se atentar é que se a cor escolhida tiver amarelo dentro da sua composição, isso pode empalidecer, o que vale tanto para o off white, como para o nude ou cor de pele, “ comenta a estilista.

 

Dica 3: a modelagem em A

Conhecida também por A line, ela funciona para todos os tipos de corpo: das magrinhas às mais cheias. A dica é apostar em um vestido de noiva mais estruturado, com saia que abre a partir da cintura ou do quadril, para dar uma sensação de corpo mais alongado e afinado.

 

 

Dica 4: a renda

Outro clássico dos vestidos de noiva, a renda sempre funciona, mesmo que a noiva não goste muito. Neste caso, vale deixar um detalhe delicado de renda chantilly, ou até uma mais grossa, do tipo guipure ou arabescada e mais encorpada, com acabamaento em soutache (que está na moda). Conheça aqui todos os tipos de renda para seu vestido de noiva. Tules bordados com uma infinidade de estampas, flores geométricas, bordados com pérolas e até os em 3D garantem um visual incrível.

Foto: Pixabay (abre) e divulgação

Escrito por

Katia Deutner

Jornalista por formação e apaixonada por este universo de magia e encantos. Já trabalhou em diversas revistas do setor e tem um olhar apurado para o belo.