São tantos os detalhes para organizar um casamento perfeito que muitas vezes vale muito a pena ter uma ajuda extra para não deixar escapar nenhum detalhe. “A assessora se envolve desde o início dos preparativos e faz um trabalho mais completo, diferentemente da cerimonialista, que entra no processo bem perto do dia e organiza tudo o que já foi contratado”, explica a assessora de eventos Lizie Chermann Brito.

Tudo começa com uma longa primeira reunião, que deve ser feita com um ano de antecedência. A profissional traça um perfil do casamento, de acordo com o que os noivos desejam: se clássico, contemporâneo, rústico chique, na praia, na fazenda ou mesmo miniwedding. Então, elabora um projeto e seus custos para a aprovação do casal antes de fazer qualquer contratação, além de montar um cronograma com os detalhes dos itens a serem decididos por mês. “Depois da aprovação, ela passa a indicar empresas que correspondam ao perfil da festa e também que se encaixem no orçamento”, completa a assessora de casamentos Joyce Maciel, da Mariée Produção de Eventos. A ideia é não perder tempo visitando fornecedores fora do perfil em termos de qualidade, estilo e valores.

Apesar de orientar, quem bate o martelo para a decisão sobre os melhores fornecedores são os noivos. “As escolhas são feitas por eles, cabe à assessora orientar e argumentar para que sejam as melhores”, afirma a assessora e decoradora de casamentos Cristiane Pileggi.

papel-da-assessora-e-cerimonialista-casamento-buscando-sonhos-01

Acerte na escolha

Pesquise com amigos que já tenham se casado no mesmo estilo e perfil que desejam e veja quem trabalhou para eles, converse com o pessoal dos espaços para festas, veja se não há reclamações em sites sobre a profissional escolhida. “Uma profissional com experiência e credibilidade no mercado ajuda muito os noivos nas escolhas a serem feitas”, comenta Cristiane Pileggi. “Outro fator importante é agendar uma reunião com a profissional e ver se o ‘santo bate’ e, no decorrer da reunião, sentir firmeza no que foi conversado”, acrescenta Lizie Charmann Brito.

Geralmente, a assessora trabalha em equipe e a quantidade de pessoas do staff é definida de acordo com o tamanho do evento e a quantidade de fornecedores e convidados da festa. E uma pessoa só não consegue ver e resolver tudo ao mesmo tempo. “Mesmo as profissionais que atuam com o conceito de ‘casamento boutique’ oferecem dedicação exclusiva ao cliente, fazendo apenas um por dia”, completa Joyce Maciel.

Em todas as situações

Cada reunião com fornecedor, degustações de bufê, docinhos e até bem-casados devem ser acompanhadas pela assessora. Além de ajudar, a profissional orienta e garante que o casamento seja personalizado e de acordo com o perfil do casal e dos convidados. “Não é porque eles não gostam de peixe que não deve ter um canapé com o ingrediente. Tem que escolher itens que agradem a todos”, completa Cristiane Pileggi. Mas claro que a decisão final é dos noivos. Até mesmo no caso da decoração e preferência por flores. “A experiência da assessora conta muito e sua capacidade de argumentação para mostrar que uma decisão está equivocada ou não é a melhor para o evento faz que eles mudem de ideia, mas sem impor nada”, acrescenta. Nem sempre o sonho da noiva tem a ver com igreja ou o local escolhido, a flor pode não ser a da estação ou murchar rápido demais. Em média, o valor cobrado pelo serviço da assessora varia de 7% a 10% do custo do casamento no geral ou a partir de R$ 10 mil.

papel-da-assessora-e-cerimonialista-casamento-buscando-sonhos-02 

O que faz a cerimonialista

É a profissional que conhece etiqueta e normas de protocolo dos eventos. O nome tem origem na política, sendo o responsável por grandes eventos e solenidades governamentais. “A cerimonialista passou a atuar em casamentos depois que Vera Simão e Claudia Matarazzo trouxeram a expertise adquirida no governo para as festas da elite brasileira nos anos 1990”, comenta Joyce Maciel.

Com o passar dos anos, a profissão se popularizou e tornou-se acessível aos casais de classe média, que trabalham e têm pouco tempo disponível para planejar a festa. Geralmente, é contratada um mês antes da data e é responsável pela criação do roteiro, alinhamento de fornecedores e coordenação do evento.

“Hoje, toda assessora deve ser também cerimonialista e conhecer as particularidades de cada religião, regras de etiqueta e protocolo para orientar os noivos sobre a ordem de entrada do cortejo na igreja, posicionamento no altar, forma de cumprimentos dos padrinhos e desenvolvimento do cronograma do dia para o casal e os convidados aproveitarem a festa. Cabe ainda à profissional sugerir alternativas para questões delicadas, como pais divorciados que não se falam, número limitado de convidados no evento, sugestão de cor de vestido para madrinhas, entre outras”, completa.

Fotos: reprodução/Pinterest

Salvar

Salvar

Escrito por

Katia Deutner

Jornalista por formação e apaixonada por este universo de magia e encantos. Já trabalhou em diversas revistas do setor e tem um olhar apurado para o belo.