Beleza e conforto são dois pontos fundamentais na hora da decisão pelo melhor sapato para a noiva. Para responder essa e outras questões sobre o assunto, entrevistamos a designer Daysi Messici, de Campinas, São Paulo. Veja todos os detalhes abaixo.

 

Leia mais:

Editorial de moda: casamento na fazenda

Como escolher o vestido de noiva perfeito

 

1- Como descobrir qual é o mais confortável?

Os sapatos que têm salto até 5 ou 7 cm, para scarpins ou plataforma e peep toe. “Minha sugestão é que a noiva caminhe antes com o modelo para lacear, moldando o formato dos pés e trazendo mais conforto. Isso ajuda muito no dia que ela terá de brilhar sem sentir que está calçada”, diz.

 

 

2- Qual o melhor solado?

Geralmente, os sapatos de casamento são feitos em couro. “Raspar a sola causa psicologicamente uma segurança por parecer que já está ‘usado’. Mas se tiver muito insegura, basta colocar uma fita antiderrapante transparente para deixar de ser uma preocupação”, argumenta.

 

3- E o melhor material? Existe algum cuidado que deve tomar?

Isso depende do modelo do vestido, pois é ele que irá direcionar o que cairá melhor nos pés da noiva. “Seda lias, pérolas, renda, couro, bordado, strass, etc. Apenas lembrando que o couro em verniz é um sapato mais seco e precisa ficar mais tempo no pé para moldá-lo. Já que estamos falando de um momento em que a noiva precisar estar confortável, sugiro evitar o verniz.”

 

4- Existe algum cuidado com sapatos com strass ou pérolas?

Todo tipo de bordado, pedras ou strass precisam de cuidado, afinal, são delicados. Mas nesse caso, a noite é sua, não é hora de se preocupar com esse detalhe. “Minha sugestão é usar e abusar do dia de princesa e usar o mais brilhante, se assim desejar. Porém, sem se preocupar se a pedra irá ou não soltar, do contrário, deixará de aproveitar seu mais esperado dia.”

 

 

5- Sapato depende do estilo do casamento?

Sim, cada local pede um modelo específico. Praia: sandálias, pés no chão, enfeites para o peito do pé (barefoot), sapatilhas e rasteiras com ou sem brilho. Campo: saltos, porém mais grossos, sapatilhas, sandálias e ankle boots. Minicasamento: perceba a proposta e escolha o confortável se ficar muito tempo de pé, ou, então, mais alto se a ideia é sentar-se por mais tempo. Noite: depende do vestido e de onde quer colocar o foco. Se o modelo for mais curto na frente, arrase no sapato, usando todo brilho que desejar.

 

6- Quando usar um bico fino?

Scarpin é um clássico – entra no romantismo e na elegância. “Mas nesse caso volto a afirmar: a noiva deve experimentar o sapato várias vezes e usá-lo em casa para modelar o pé. Só assim terá mais conforto no seu grande dia. E os pés irão agradecer.”

 

 

7- Vale a pena usar salto?

Sim, de 5 a 7 são os mais confortáveis, e depois, a postura muda, a noiva fica mais elegante. Aposte no peep toe com plataforma.

 

8- Pode colorido?

Sim, com certeza! Bem moderno e perfeito para quem quer sair do natural, branco e off-white. “Sugiro combinar o tom com o buquê. Lembrando que, se a noiva não gostar do branco por achar que não usará mais, está enganada. Eles são sucesso em qualquer estação e muito elegantes. Sem contar que existe a opção de tingir depois”, argumenta.

 

 

9- Sapato deve seguir o estilo do vestido?

É uma opção, mas não uma regra. Pode ser do mesmo tecido, bordado, mas sempre confortável, afinal, você é a noiva. Escolha com harmonia.

 

10- Preço é sinônimo de conforto?

Jamais. “A ideia não é definir pelo preço, mas pelo valor agregado. Fatores que devem ser levados em consideração: modelagem, materiais da peça, procedência, design e conforto. O barato pode parecer confortável na hora, mas depois de alguns minutos de uso, machucar. Muito cuidado para não estragar seu grande dia por causa de um detalhe como esse.”

 

Fotos: Pixabay (abertura)

Escrito por

Katia Deutner

Jornalista por formação e apaixonada por este universo de magia e encantos. Já trabalhou em diversas revistas do setor e tem um olhar apurado para o belo.